Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum PT

Log in
updated 4:51 PM UTC, Apr 18, 2024

Presença dos Capuchinhos na Albânia

Os Frades Capuchinhos chegaram na Albânia no ano de 1993, pouco depois da caída do regime, e são uma bela presença neste País balcânico. Atualmente são três as fraternidades que compõem essa presença, sendo que cada uma conta com três frades, que são provenientes de três países: dois frades albaneses, três alemães e quatro italianos. Albânia é uma Delegação da Província de Bari (Itália). Os três frades da Província da Alemanha compõem uma fraternidade na zona montanhosa.

A ditadura comunista (1945-1990) impôs ao País uma dura e sanguinária perseguição religiosa, dando a esta terra uma nova geração de mártires, que se somam a tantos outros dos séculos passados. Os sinais destes mártires são bem visíveis em todas as atuais presenças da Igreja Católica, assim como é S. Madre Teresa de Calcutá, a filha mais ilustre desta terra.

A Albânia possui aproximadamente 2, 5 milhões de habitantes, e vive atualmente uma situação de forte êxodo. Nos últimos dez anos quase um milhão de pessoas (especialmente jovens) deixaram o país, e a maioria daqueles que ainda estão, buscam meios de partir o mais rápido possível; isso complica muito o trabalho pastoral e vocacional: quem ontem colaborava ou fazia um caminho de fé, hoje já não está mais presente no país.

Os frades da Delegação buscam viver a missão a partir dos nossos valores: fraternidade, minoridade, oração e vida apostólica, inspirados pelos propósitos das “fraternidades de São Lourenço”. De fato, o seu intenso e criativo trabalho pastoral é realizado de um modo muito fraterno, no qual todos são partícipes, não possuem empregados para realizar os serviços domésticos e conseguem viver um ritmo de oração e meditação de acordo com a vida capuchinha. Por outro lado, fazem um grande esforço de enculturação na língua e nos costumes nativos e no serviço que prestam aos pobres e à Igreja local. Nas duas Dioceses onde estão, entre os muitos compromissos que possuem os nossos frades, ressalta-se o de responsáveis da Pastoral da Juventude. Vale a pena destacar também a proximidade e colaboração com as demais congregações que estão presentes no território, como, por exemplo, a experiência de missões populares realizadas em conjunto.

Pedimos ao Senhor que continue a abençoar esta nossa presença viva em Albânia, que neste ano celebra os seus 30 anos, para que os nossos confrades possam perseverar neste santo serviço e suscitar novas vocações neste ambiente complexo.

 

5

Última modificação em Quarta, 19 Abril 2023 07:57