Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 6:48 AM UTC, Oct 22, 2021

S.O.S. COVID-19 na Amazônia

Neste tão delicado momento, nosso povo na Amazônia está grave e violentamente afetado pela segunda onda da COVID-19. Não ficamos indiferentes, escutamos seus gritos e olhamos com misericórdia a nossos irmãos e irmãs; sem medo, sentimo-nos no dever de dar uma reposta concreta, discernida em fraternidade, de forma imediata e emergencial, pois o povo está gritando por socorro.

Apresentamos alguns projetos realizados pelos Frades Capuchinhos da Custódia do Amazonas e Roraima, no Brasil.

Em Manaus:

PROJETO n. 1 - “S.O.S. OXIGÊNIO” – Nossa Cúria, em nome de toda a Custódia “São José de Leonissa”, está comprando e instalando uma miniusina de oxigênio, atendendo toda a cidade de Manaus e os interiores próximos. Ao mesmo tempo, está comprando concentradores individuais de oxigênio (com a ajuda dos frades da Colômbia), para as inúmeras pessoas que não encontraram vaga nos hospitais, onde há filas de espera de mais de 500 pessoas, antes de conseguir um leito para atendimento da COVID-19;

PROJETO n. 2 - “A FOME DÓI” – A Fraternidade São Sebastião doa cestas básicas, material de higiene, medicamentos e roupas para famílias carentes no centro e periferias de Manaus. Oferece serviço de escuta psicológica emergencial e diálogos franciscanos na mídia (com jornalistas, operadores da comunicação, emissoras de rádio e TV sobre a informação verdadeira, da justiça, da paz, da construção da vida);

PROJETO n. 3 - “COMIDA no HOSPITAL” – A Fraternidade São Lourenço de Bríndisi, com os jovens pós-noviços, prepara alimentos com suas mãos para profissionais da saúde e acompanhantes, servindo refeições quentes nos hospitais que atendem pacientes de COVID, pois, no atual caos e colapso do sistema de saúde do Estado, até os profissionais passam fome;

PROJETO n. 4 – “POBRES no SILÊNCIO” – No Mosteiro São Damião, as Clarissas Capuchinhas doam diariamente cestas básicas, medicamentos, material de higiene, remédios caseiros, ervas medicinais, sementes para plantio aos moradores pobres das periferias.

Em Rorainópolis:

PROJETO n. 5 - “S.O.S. MIGRANTES” – A Fraternidade Divina Pastora enfrenta a gravíssima crise migratória que se somou à pandemia, doando cestas básicas, material de higiene pessoal, EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), auxílio transporte-alimentação e de despesas para regularização de documentos (venezuelanos e indígenas). A crise dos imigrantes venezuelanos (muito deles são indígenas) já era grave, antes da pandemia. Atualmente, a fronteira entre Brasil e Venezuela está fechada e não há perspectiva de trabalho e subsistência para a maioria deles. A pandemia piorou muito o que já era crítico. Em Rorainópolis, não há atendimento para a COVID; contudo, a necessidade mais urgente é realmente alimentação. Os auxílios do governo cessaram e muitas incertezas ainda pairam sobre a vacinação. Resta-nos confiar em Deus e fazer o que está ao nosso alcance.

Na aldeia Belém do Solimões:

PROJETO n. 6 – “S.O.S. ÍNDIOS” – A Fraternidade São Francisco de Assis enfrenta as graves consequências da pandemia, apoiando jovens indígenas com bolsas de estudo, para que não abandonem o belo caminho educativo já iniciado e incentivam também a avicultura (criação de galináceos) e a agricultura familiares, bem como cursos profissionalizantes, para enfrentar a crescente crise econômica.

Quem participa e realiza estes projetos?

Nossas fraternidades da Custódia do Amazonas e Roraima, Brasil e as Clarissas Capuchinhas, com seus vários colaboradores leigos, uma bela e grande rede de voluntários.

Respondendo à pergunta sobre quantas pessoas são beneficiadas por estes projetos, devemos dizer que, em todas as nossas fraternidades, é difícil contabilizar; com certeza, atendemos a milhares de famílias carentes que estão passando necessidades neste momento realmente emergencial, e é bom lembrar que nosso atendimento, como capuchinhos, é sempre material e espiritual, pois cada prato de comida é acompanhado por uma palavra evangélica de amor e esperança e uma resposta a um pedido de oração. Tentamos viver como Jesus, nada mais, anunciando e vivendo o Reino.

Frades Menores Capuchinhos da Custódia do Amazonas e Roraima, Brasil

Amazônia - Galeria de fotos -  https://flic.kr/s/aHsmU2E5Xi

Última modificação em Quinta, 04 Fevereiro 2021 19:47